Da esquerda para direita: Joana Hadruz, Illana Kern, Manuella Amoreira, Maria Fernanda de Albuquerque, Leticia Kina, Carla Crippa, Lia Dutra e Heloisa Joly

Após revisar sua cultura interna, a AMBEV notou que havia menos mulheres em cargos de liderança e que sua política de meritocracia não estava sendo aplicada como deveria. Por quê? Vagas em escritórios em outras cidades não eram oferecidas às mulheres por terem filhos, pelo simples fato de que seus gestores supunham que elas iriam recusar a proposta. Hoje, eles são instruídos a deixarem que elas se manifestem a respeito. O resultado? Em dois anos o número de mulheres na liderança dobrou!!
#Progresso #Informação #Suporte #União #ImpactoMulher

Como fazer – Ambev coloca mais mulheres no topo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *